Primeiro tenho que referir que nunca gostei de canja de galinha, sempre achei que era comida de doentes, mesmo que não fosse um prato que comesse quando estava doente. Tinha-lhe aversão. Mas um dia o Pedro diz que lhe apetecia canja e eu para não fazer dois pratos diferentes pesquisei se havia alguma receita de canja que não tivesse galinha e eis que encontrei a famosa e fabulosa receita de canja sem galinha (de cogumelos) da incrível Vânia do blogue Made by Choices. Ela inspirou-se na receita de canja de cogumelos da Na Cadeira da Papa e eu inspirei-me em ambas para fazer esta canja que se tornou a sopa que mais fazemos cá em casa, a par da acquacotta de legumes que ficará para uma outra partilha. Portanto cá vai a partilha da receita vegana – canja de cogumelos.

Receita vegana Canja de Cogumelos

Receita vegana: Canja de Cogumelos

Ingredientes para 4 porções:

  • 2 dentes de alho;
  • 1 cebola;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 2 cenouras;
  • 150gr cogumelos shimeji;
  • 1,80l de água;
  • 150gr de massa para canja;
  • 5 colheres (sopa) de molho de soja;
  • sal q.b.;
  • Coentros q.b.

 

Modo de Preparação:

       Primeiro pica-se muito bem a cebola, o alho e as cenouras para fazer um refogado com azeite. Entretanto desfiam-se os cogumelos shimeji e juntam-se ao preparado, juntamente com um molhe de coentros picados. A seguir, junta-se a massa para canja e a água já aquecida no jarro eléctrico, adicionando ainda o sal (pouco!). Para finalizar, alguns minutos depois junta-se o molho de soja ao preparado e verifica-se se os temperos estão a gosto ou se precisam de ser rectificados. Simples assim, já está feita!

Receita vegana Canja de Cogumelos

 

Dicas & Sugestões:
  • Escolho os cogumelos shimeji porque desfiados ficam com aspecto semelhante à canja, mas podem escolher os cogumelos que forem da vossa preferência.

       Em conclusão, dou os créditos todos às meninas do blogue Made by Choices e da Na Cadeira da Papa, e recomendo esta sopa, numa qualquer versão que prefiram, para quando temos massa de canja quase a passar do prazo ou cenouras menos bonitas para outros pratos. Ah! Por fim, não se esqueçam, a cenoura é para lavar e cortar bem picadinha, para consumir com casca e tudo que nada se desperdiça!

Terra Chama Telma + blogue português sobre sustentabilidade e combate ao desperdício

Se gostaste do artigo, segue as redes sociais: facebook e instagram.
E claro, caso queiras ler mais, então não te esqueças de partilhar o artigo e/ou comentar com a tua opinião.
Recomendo que leias também: